Últimos posts

Pesquisa

Publicidade

 O assunto de hoje é sobre algo muito suculento para mim, a gelatina pelo menos eu adorooooo (rs)
Eu sei que tem muita gente que não gosta e acha até que gelatina é coisa de hospital mas uma coisa ninguém pode negar é que a gelatina faz bem para a saúde e por isso vamos conferir 25 perguntas e respostas sobre essa delícia!

1.É verdade que a gelatina enrijece o corpo?
“Sim, porque contém nove dos dez aminoácidos essenciais ao corpo”, responde a nutróloga Tamara Mazaracki, do Rio de Janeiro. Os aminoácidos são importantes nesse caso porque favorecem a síntese do colágeno, substância que ajuda a sustentar os tecidos. A especialista em medicina estética Isabella Rostock, da Clínica Viteé, no Rio de Janeiro, concorda: “A gelatina pode até ajudar na formação da massa magra, o que deixa o corpo mais firme, mas isso desde que você pratique atividade física”, ressalva.

2. Consumir gelatina com regularidade ajuda a prolongar a juventude?
“Ela é boa para a saúde”, resume o engenheiro de alimentos Valdemiro Sgarbieri, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior paulista. Isso não quer dizer que prolongue a juventude. “Seus aminoácidos são úteis na manutenção dos ossos, das cartilagens, dos tendões e da pele. Mas de nada adianta consumir grande quantidade de gelatina sem adotar outros hábitos saudáveis”, avisa Isabella Rostock.

3. Quais as diferenças entre gelatina em folha e em pó?
No que se refere a valores nutricionais, são praticamente iguais, pois ambas têm a mesma matéria-prima: colágeno hidrolisado. A forma de preparo é que pode representar alguma diferença, mas apenas no aspecto culinário. “A versão em folhas facilita a dosagem graças ao desenho quadriculado na superfície”, opina Celia Ito, nutricionista da Dr. Otker. “Isso é importante porque pequenas variações na quantidade já podem comprometer o sucesso de certas receitas.”

4. Posso substituir a gelatina comum por gelatina em cápsulas?
Poder, pode. Ambas oferecem os mesmos benefícios. Porém, considerando que a dose mínima para obtê-los é de 10 gramas de gelatina por dia, você precisaria ingerir 20 cápsulas, já que cada uma delas contém só 500 miligramas. “Se preferir o suplemento, a forma em pó leva vantagem. Nesse caso, basta ingerir 1 colher de sobremesa”, indica Tamara Mazaracki. “Sem contar que a ação da gelatina em pó é mais rápida”, completa Valdemiro Sgarbieri. Já aquela gelatina colorida e com sabor de infância não é tão eficiente para a formação do colágeno.

5. Ouvi dizer que gelatina faz bem à pele do rosto. É verdade?
Sim. “Como a gelatina é uma das maiores fontes de aminoácidos que estimulam a formação do colágeno, auxilia na nutrição dos tecidos”, confirma Tamara Mazaracki. “Por isso, ajuda mesmo a manter a elasticidade da pele”. Nunca é demais lembrar, porém, que você deve encarar esse alimento como um dos itens de uma alimentação equilibrada.

6. Quais as quantidades de carboidratos, proteínas e gorduras presentes na gelatina comum e na diet?
Segundo a nutricionista Monica Bieler, do Espaço Stella Torreão, no Rio de Janeiro, nenhuma das duas tem gordura na sua composição. Quanto aos demais nutrientes, dê uma olhada na tabela comparativa abaixo — calorias incluídas —, considerando 100 gramas do produto pronto.

7. É verdade que a gelatina fortalece as unhas e acaba com a queda de cabelo?
“O consumo regular ajuda a aumentar a espessura das unhas e do cabelo, o que os torna mais fortes. Além disso, acelera o crescimento”, diz Valdemiro Sgarbieri. Tamara Mazaracki concorda: “O colágeno forma a matriz onde os minerais se fixam para deixar as unhas fortes e os fios brilhantes e resistentes”. Já Isabella Rostock tem uma opinião diferente: “A gelatina não tem tanto poder. Ela pode até ajudar a reverter a fragilidade dessas estruturas em caso de carência alimentar. Mas, se você estiver com queda de cabelo ou unhas fracas, procure um médico.”

8. Comer gelatina antes das refeições diminui o apetite? Por quê?
Sem dúvida, de acordo com os especialistas consultados. A gelatina tem a capacidade de se ligar a uma grande quantidade de água. Por isso, dá a sensação de saciedade e diminui os riscos de exagerar à mesa. “Pelo mesmo motivo — e também por ser pouco calórica — é tão usada como ingrediente de musses, sopas, sucos e sorvetes”, lembra Tamara Mazaracki.
9. Suplementos à base de gelatina podem ajudar na prevenção da celulite e da flacidez?
“Contra a flacidez, eles podem ser um fator a mais para a prevenção, mas, isoladamente, não têm efeito”, avalia Isabella Rostock. “Hábitos saudáveis ainda são mais importantes para nutrir, oxigenar e manter firmes os tecidos”. Já para combater a celulite, são completamente inócuos. “Não há comprovação científica sobre a ação da gelatina contra as depressões na pele”, afirma Valdemiro Sgarbieri. “A celulite é um processo multifatorial e a gelatina não tem o poder de amenizá-la”, concorda Tamara Mazaracki.
“O consumo regular ajuda a aumentar a espessura das unhas e do cabelo, o que os torna mais fortes. Além disso, acelera o crescimento”, diz Valdemiro Sgarbieri. Tamara Mazaracki concorda: “O colágeno forma a matriz onde os minerais se fixam para deixar as unhas fortes e os fios brilhantes e resistentes”. Já Isabella Rostock tem uma opinião diferente: “A gelatina não tem tanto poder. Ela pode até ajudar a reverter a fragilidade dessas estruturas em caso de carência alimentar. Mas, se você estiver com queda de cabelo ou unhas fracas, procure um médico.”
10. Comer gelatina antes das refeições diminui o apetite? Por quê?
Sem dúvida, de acordo com os especialistas consultados. A gelatina tem a capacidade de se ligar a uma grande quantidade de água. Por isso, dá a sensação de saciedade e diminui os riscos de exagerar à mesa. “Pelo mesmo motivo — e também por ser pouco calórica — é tão usada como ingrediente de musses, sopas, sucos e sorvetes”, lembra Tamara Mazaracki.
11. Qual é a matéria-prima da gelatina e quais os principais benefícios para a saúde?
“A gelatina é extraída da pele, das cartilagens e dos ossos bovinos — ricos em colágeno, a principal proteína estrutural dos tecidos e dos ossos”, conta Celia Ito, nutricionista da Dr. Oetker. “A conversão do colágeno (proteína insolúvel) em gelatina (proteína solúvel) é resultado de um procedimento físico e químico.” O produto final desse processo é a gelatina, que, como vimos, preserva articulações, cartilagens, ligamentos e ossos, além de reconstituir e fortalecer o cabelo, as unhas e outros tecidos do corpo.
 12. A gelatina previne ou reduz a celulite?
A  celulite é o resultado de um processo multifatorial, onde ocorre a deficiência da circulação venosa e linfática, retenção de água, acúmulo de gordura e processo inflamatório. A gelatina não age diretamente na celulite. Permite que a pele tenha mais elasticidade, porém, isto terá pouca influência no aspecto e evolução da celulite.

13. É verdade que a gelatina não tem gordura nem colesterol?
Sim. A gelatina (ou colágeno hidrolisado) é isenta de gordura, colesterol e carboidratos. Ela é composta por cerca de 84 a 90% de proteína, 1 a 2% de sais minerais e 8 a 15% de água.

14. É mesmo feita de cascos de vacas? A gelatina é obtida pelo processamento do colágeno protéico, que é extraído da pele, cartilagens e ossos de diversos animais.

15. A gelatina deixa as unhas mais fortes e os cabelos mais brilhantes? 
Sim, ela contribui para isso. Para um crescimento saudável, unhas e cabelos precisam de diversos nutrientes. Entre eles, o colágeno, existente na gelatina. O colágeno é responsável pela cicatrização e regeneração dos tecidos. No caso das unhas e cabelos, o colágeno forma uma matriz onde minerais se fixam para deixá-los fortes, resistentes e brilhantes.

16. Pode ser aplicada diretamente no cabelo?
Aplicar gelatina diretamente no cabelo não produz nenhum efeito porque o cabelo não consegue absorver os nutrientes.

17. Máscaras de gelatina deixam a pele mais bonita? 
A aplicação tópica, ou seja, na superfície da pele, não tem nenhum efeito. Algumas máscaras possuem colágeno na fórmula e apresentam ação hidratante temporária. Porém, para apresentar benefícios na elasticidade da pele, a gelatina deve ser ingerida.

18. Quanto tempo demora para os resultados (visíveis) aparecerem?
Os  primeiros  efeitos  se  fazem  notar  após  dois  a  três  meses  de  consumo  diário.  Depois  de  obter  o  resultado  desejado,  é  importante  fazer  uma  manutenção,  ou  seja,  o  consumo  deve  ser  incorporado  ao  cardápio. A dose  recomendada é  de  10g  diárias  (1  colher  de  sopa)  de  gelatina  (também  chamada  de  colágeno  hidrolisado)  diluída  em  meio  copo  de  água  ou  adicionada  em  sucos,  leite,  sopas,  chás,  etc.

19. Quem faz dieta, precisa comer gelatina para não ficar com a pele flácida?
A gelatina é a maior fonte alimentar de aminoácidos que ajudam a estimular a síntese de colágeno no corpo. O consumo de gelatina durante o período de emagrecimento ajuda a manter a tonicidade e elasticidade da pele, prevenindo assim a flacidez.

20. A gelatina produz sensação de saciedade?
A gelatina se liga a uma grande quantidade de água, o que ajuda a dar sensação de saciedade após a sua ingestão. Além disso, seu alto teor protéico permite o uso em dietas. A gelatina também pode substituir ingredientes mais pesados e calóricos no preparo de pratos.

21. Comer um pote de sobremesa de gelatina por dia é suficiente para obter os seus benefícios?
Depende do que se quer alcançar. Como prevenção é interessante o seu consumo diário sob forma alimentar. Porém, se as unhas estão fracas ou o cabelo fraco, o uso de colágeno suplementar, em cápsulas ou em pó, é necessário para que o problema seja solucionado.

22. Qual é a melhor maneira de consumir a gelatina?
O ideal é associar o uso de colágeno suplementar (pó ou cápsulas) com a gelatina alimentar. Ela pode ser incorporada ao cardápio diário de diversas maneiras, em pratos doces ou salgados, sucos e iogurtes.

23. As gelatinas sem sabor são melhores do que as coloridas?
O efeito nutricional é o mesmo. A gelatina sem sabor permite a mistura de sucos ou frutas diversas, ou o uso em pratos salgados.

24. Muita gelatina faz mal para a saúde?
Não. Porém, ela não pode ser usada como única fonte de proteína. Deve fazer parte de uma dieta variada e equilibrada em proteínas, carboidratos e gorduras. É interessante notar que a adição de gelatina no cardápio ajuda a complementar a ingestão de proteínas de outras fontes, como carne, ovos e  feijões.

25. Gelatina faz bem para os ossos e articulações? 
Ossos, cartilagens e articulações são formados por colágeno acrescido de minerais. O colágeno reforça os tendões e ligamentos que unem os músculos aos ossos. A gelatina hidrolisada ajuda na nutrição destes tecidos, mantendo a hidratação e integridade das articulações, desempenhando assim um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose.

Fontes: http://delas.ig.com.br/materias/184501-185000/184941/184941_1.html
http://www.vitabrasilnet.com.br/gelatina_artigo.htm

Deixe seu comentário
Compartilhe

Comente pelo Facebook!

Um Comentário

  1. Nossa...quando vi esse lance sobre a gelatina la no link pinguim...acessei logo essa página.
    Adddddooooooooorrrrrrrroooooooo...gelatina...rs...
    Tenha uma excelente sexta feira!
    Quando puder passa lá no meu blog...vou amar!
    Beijos!
    http://mbeatriz.webnode.pt/

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *